Atualizado em: 25 de agosto de 2020

Um novo visual para os 40,50 anos: as dicas de uma visagista

Mulheres são camaleoas, estão sempre mudando o visual. Chegando à maturidade, esse desejo é maior, porque tantas coisas mudam, não é? Nada melhor que as dicas de uma visagista para ajudar nas mudanças.

Aos poucos o espelho vai mudando…. ou melhor, refletindo o que vai mudando em nossa aparência com o passar dos anos.

Para muitas mulheres, vem aquela vontade de um novo visual com um corte e cor do cabelo diferentes, roupas adequadas ao corpo mais cheinho, e por aí vai.

Mas, não adianta pegar uma foto da Glória Pires, bonitona em seus 57 anos, ou da Jennifer Lopes, a atriz e cantora que acabou de fazer 51 anos e ninguém diz, e falar: “quero ficar desse jeito”.

Gloria Pires
Jennifer Lopez

A visagista Denise Kiya é taxativa: não dá certo seguir o modelo de outra mulher. Porque cada pessoa é única, tem uma estrutura óssea própria, um tipo de cabelo só seu e, principalmente, emoções e experiências de vida diferentes.

Tudo isso conta para o visagismo.

O que é visagismo

O visagismo é a arte da criação de uma imagem pessoal personalizada. O que isso significa?

Denise Kiya: “O visagismo é uma técnica para um novo visual”.

Denise Kiya explica que o “Visagismo é o estudo da pessoa, seu estilo, personalidade. O que ela mostra externamente tem que se relacionar com o seu interior. Visagismo não segue uma moda, segue o estilo pessoal de cada pessoa”.

O visagismo analisa informações como formato e detalhes do rosto, tais como tom de pele e cor dos cabelos, cor dos olhos, nariz, lábios e queixo. “Esses dados me dão indícios da personalidade da pessoa que estou analisando”, explica Denise.

A visagista também analisa o andar, como ela se veste, seu gestual e detalhes como uso de acessórios, cores que prefere, o jeito como mexe no cabelo, como ela conversa.

Mudar o visual ou o estilo

Mudança de visual é diferente de mudança de estilo. Geralmente, 80% das pessoas que procuram ajuda do visagista querem apenas mudança de visual, adotar um novo corte de cabelo ou de maquiagem.

A mudança de estilo é mais completo. Além de um novo corte, engloba o vestuário, entre outros. Mudança de estilo pode acontecer, no máximo, até três vezes durante a vida.

Seja qual for o seu objetivo, vai precisar de uma conversa detalhada com a visagista para ela te conhecer e propor as mudanças.  

Como mudar o visual aos 50 anos

Além dos aspectos físicos, a visagista pode analisar o momento na vida que a pessoa está tendo.

Um dos momentos de mudança mais importantes é a chegada à maturidade.

Como observa Denise, para a sociedade a maturidade está associada ao envelhecimento. E não é bem assim.

 “À medida que a maturidade vai chegando nós entramos em um novo ciclo de beleza, só isso. Tenho mais de 40 anos e sei como isso acontece”, fala Denise.

“Um grande sofrimento que eu percebo nas mulheres que estão entrando nessa outra fase de beleza é elas não se permitem envelhecer ou passar para essa nova fase. Elas querem persistir numa beleza juvenil e isso é um problema porque causa conflitos e depressões”, explica Denise. “É muito bonito esse envelhecer, entre aspas, que a maturidade traz para a gente. Se vc tiver consciência disso, tiver paz consigo mesma e entender o momento em que você está, vc se torna mais bela do que quando vc era jovem, quando vc tinha 18 ou 15 anos”.

Denise diz que a beleza continua como passar dos anos e muda conforme o momento em que a mulher está vivendo.

A beleza da pele madura

Na maturidade, a pele e o cabelo sofrem algumas mudanças.

Com o cabelo, Denise sugere usar um cabelo mais apropriado à nova textura dos fios.

“Aceitar o movimento natural que ele tem agora, dar pequenos toques e não fazer alterações radicais. Se o cabelo é ondulado, mantenha ele ondulado; se é liso, mantenha ele liso. O cabelo vai agradecer e mostrar a beleza dele. E, se você já tem cabelo branco verá que ele tem uma textura diferente. Por isso, deve mudar os produtos que você usa, fazer um processo químico mais leve”.  

Para a pele, Denise também acredita em não fazer mudanças radicais.

“As ruguinhas não serão algo que vão te apavorar, simplesmente elas fazem parte do processo”, afirma ela.

Dicas de maquiagem da pele madura

A visagista Denise recomenda usar produtos para pele madura, que são diferentes daqueles para pele jovem.

Passos de uma maquiagem para pele madura:

  1. Trabalho muito a hidratação da pele.
  2. Para dar aparência de pele radiante, Denise usa tons diferentes de base. “Como resultado do amadurecimento, nossa pele vai adquirindo outra coloração em tons de amarelo esverdeado ou acinzentado”.
  3. Utilizo iluminadores em alguns pontos apenas porque a maquiagem numa pele madura não pode ter os mesmos óleos que usamos em uma pele jovem. “As pessoas precisam olhar para nós e ter a sensação de que estamos descansadas e com uma pele radiante”.

Maquiagem para pele madura consiste em 60% de muita hidratação da pele, via oral e com produtos; águas termais e, no restante 40%, usar tons e tipos de produtos adequados.

O que fazer com os cabelos brancos

O isolamento social por causa da pandemia mudou os hábitos de beleza de muitas mulheres. Um deles, foi assumir os cabelos brancos.

Perguntamos para a visagista Denise Kiya o que ela acha.

Ela responde que, como visagista, respeita esse momento da mulher que preferiu ter a tranquilidade de não retocar o cabelo com coloração ou luzes.

“Dependendo do momento em que a mulher está, ela pode assumir os brancos, sim. Mas, desde que esteja bem consigo mesma. Tem a ver com o empoderamento feminino, quando ela está bem consigo mesma, ela pode assumir o que ela realmente desejar, até os brancos”.   

Quer mais histórias como essa?

Aos 50 anos, cuidar da pele exige mais atenção
Cremes anti-idade: o que são e como funcionam

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter. Compartilhe com as amigas nas redes sociais!

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!