Atualizado em: 4 de agosto de 2020

Já aos 45 anos, a mulher começa a a perceber algumas alterações no corpo e na vida. Até a sua sexualidade é diferente. Veja como encarar as mudanças.  

Para falar sobre o sexo depois dos 50 anos, vamos lembrar um filme. Você já deve ter visto “Alguém tem que ceder”. Nessa comédia romântica, a escritora Erica (Diane Keaton) e o empresário Harry (Jack Nicholson) vivem um casal que se apaixona. Os dois são maduros, estão entre os 50 e 60 anos de idade. Nessa comédia, o sexo acontece com alguns tropeços, mas acontece e muito bem. E os dois acabam ficando juntos, no final feliz do filme.

Jack Nicholson e Diane Keaton, em Alguém tem que ceder: amor e sexo depois dos 50.

Realmente, o sexo é possível e pode continuar acontecendo depois dos 50.

Com algumas diferenças da juventude, a sexualidade segue vida afora, se você quiser.  

Conversamos com a psicoterapeuta sexual Carla Cecarello sobre como encarar a sexualidade na maturidade e viver o melhor dela. Carla Cecarello também é autora do “SexualMente – nós queremos discutir a relação “, youtuber do canal carlacecarello, palestrante e comunicadora.

A psicoterapeuta sexual Carla Cecarello: “Com algumas mudanças, o sexo continua depois dos 50”.

O sexo depois dos 50

O sexo na maturidade é diferente. As mudanças são gradativas, e podem iniciar aos 45 anos quando o corpo começa a se preparar para a menopausa.

A psicoterapeuta sexual Carla Cecarello afirma que as mulheres têm muitas dúvidas sobre o sexo na maturidade. Em seu consultório, é frequente perguntas sobre: se a mulher pode ter relações sexuais na menopausa, porque algumas mulheres sentem dor na penetração, se acaba o interesse dela pelo sexo, se a mulher tem condição de ter orgasmo na menopausa e conforme vai envelhecendo. 

A psicoterapeuta explica que a mulher após seus 45 anos pode continuar com a vida sexual normalmente.

“O ser humano tem a capacidade de manter a atividade sexual até o seu falecimento. Porém, é claro, algumas mudanças ocorrem”.

A psicoterapeuta explica que, conforme a mulher vai entrando na pré menopausa, o chamado climatério, acontecem algumas mudanças, como a diminuição da lubrificação vaginal e o afinamento da parede vaginal, que podem causar dor na penetração em algumas mulheres.

“É importante que a mulher faça uso de lubrificantes íntimos que sejam a base de água, sem hormônios, para usar na relação sexual. O ginecologista pode recomendar ainda o uso de hormônios tópicos na vagina para melhorar a parede e a mucosa vaginal.  Hoje em dia, esses problemas são perfeitamente ajustáveis.”

Esses cuidados devem se estender desde o climatério até o pós menopausa.

Porque o desejo sexual pode diminuir

A psicoterapeuta explica que a mulher pode experimentar uma diminuição no desejo sexual por causa da queda na testosterona, que é normal nesse período. Existe a possibilidade de a mulher repor esse hormônio, com a orientação do seu médico.

Mas, acontece também de a diminuição na libido estar relacionada a questões psicológicas.  “Às vezes, a mulher mantém a testosterona. Mas, ela tem ressentimentos, mágoas acumuladas ao longo de muito tempo na relação com o seu parceiro, ou de modelos masculinos não muito positivos que ela viveu, e isso contribui para que ela não tenha vontade de fazer sexo. Nesses casos, ela precisa procurar a ajuda de um psicoterapeuta”.  

O relacionamento a dois na maturidade. Foto: Jonathan Borba/Unsplash .      

A sexualidade no relacionamento a dois

A menopausa pode interferir no relacionamento da mulher com seu companheiro porque são muitas mudanças acontecendo ao mesmo tempo. Não só as provocadas pela menopausa, mas também as mudanças de vida.

“A menopausa interfere no relacionamento a dois porque muitas mulheres perdem o pique para o sexo nessa fase da vida. Às vezes, a mulher tem depressão por conta da menopausa, ou está sofrendo com a saída dos filhos de casa, ou já são avós e querem ficar curtindo os netos. Então, essa mulher já não se coloca mais como uma mulher, erotizada, com desejo sexual. Isso tudo pode afetar o parceiro que nem sempre está com uma frequência sexual alta mas ele ainda quer ter uma frequência sexual.  Hoje, o recurso da reposição hormonal possibilita à mulher na menopausa continuar mais ativa e mais disposta para a sexualidade”.

Como as emoções da maturidade afetam a sexualidade

A menopausa coincide com a maturidade, e a mulher pode experimentar um turbilhão de sensações. A menopausa interrompe o ciclo reprodutivo da mulher dando-lhe total liberdade com o seu corpo. E a maturidade une experiência de vida com sabedoria resultando em uma mulher mais confiante e dona de si.

Esse momento pode ser muito bom para muitas mulheres.

Outras podem sofrer com a perda da capacidade reprodutiva, um símbolo de feminilidade. Como lidar com isso?

“A mulher precisa entender que isso faz parte de um processo de envelhecimento biológico. Todas nós passaremos por isto. A mulher que tem essa dificuldade de compreensão pode ter dificuldade em aceitar o envelhecimento. Ela precisa de uma ajuda psicológica para aceitar o processo de envelhecimento”, explica a terapeuta.

O sexo pode ser feliz e pleno depois dos 50

A psicoterapeuta sexual Carla Cecarello dá algumas dicas para a mulher encarar a maturidade com mais segurança e tranquilidade:

  • As mulheres devem buscar o médico para aliviar os sintomas da menopausa, como os fogachos, a secura vaginal, a diminuição da libido, reposição hormonal.
  • Ter uma atividade física
  • Investir em si mesma fazendo cursos, leituras, aulas de dança
  • Sair com as amigas
  • Cuidar da saúde

“Cuidar de si e manter uma vida social ativa contribui para manter a autoestima alta. Isso tudo pode levar a mulher a viver a sexualidade, durante o envelhecimento, de uma forma muito mais positiva e com qualidade de vida”, finaliza a terapeuta.

Existem muitos filmes com finais felizes entre pessoas maduras, como a Érica e o Harry, em “Alguém tem que ceder”. Na vida real, também. É o seu caso? Pode compartilhar por aqui. As experiências inspiram novas histórias.

Foto de capa: StockSnap/Pixabay

Quer mais histórias como essa?

A nova maturidade: mulheres 50+, 60+ protagonizam mais essa mudança
Menopausa: o que é essa nova fase da vida

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Gostou da matéria? Compartilhe. Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!