Atualizado em: 28 de janeiro de 2021

Médica ensina a driblar a vontade de comer doce com doces funcionais e alimentos low carb, com baixo teor de carboidratos

Difícil uma pessoa que não goste de doce. Na sobremesa, junto com o café, à noite……E, esse desejo é mais intenso nos períodos de variações hormonais, como após a menopausa quando os níveis de progesterona e estrogênio baixam.

O problema é que o doce é feito com açúcar, um dos inimigos de uma alimentação saudável.

A médica Dra. Bruna Marisa, pós graduada em Endocrinologia e Medicina Ortomolecular, membro da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) e especialista em emagrecimento explica como vencer a vontade dos doces.

Dra. Bruna Marisa: Vontade de comer doce é por causa de desequilíbrio hormonal.

VONTADE DE DOCES PODE SER DESEQUILÍBRIO HORMONAL

De acordo com a médica, essa vontade intensa por doces pode estar associada a certos períodos na vida da mulher, quando o corpo vai em busca de alimentos com maior concentração de açúcar. Esse desejo de comer doces é mais intenso principalmente no período pré-menstrual (durante a TPM) e depois da menopausa, período de baixa nos níveis de progesterona e estrogênio.

“Esses períodos delicados na vida da mulher requerem maior atenção, seja na manutenção hormonal ou mesmo na dieta alimentar adequada que ela deve buscar”.

O consumo acentuado de doces, entre as mulheres, significa que o corpo está buscando uma compensação para a queda na produção hormonal que acaba alterando a geração de neurotransmissores. .

Alguns alimentos ajudam a produção de serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer:

  • Chocolate
  • Banana
  • Carnes brancas
  • Ovos
  • Frutos do mar

COMO RESISIR À VONTADE DE COMER DOCE

A Dra. Bruna Marisa afirma que o açúcar é o vilão que nós colocamos dentro da nossa casa. Ela disse ele é responsável não apenas pelo ganho de peso, mas porque o é viciante pois como é absorvido rapidamente pelo nosso organismo, isso faz com que o corpo necessite de mais doses diárias.

Ao consumir açúcar, a sensação de alívio para o estresse e a ansiedade é momentânea. E o seu consumo ao longo da vida pode aumentar o risco de desenvolvimento de algumas doenças como hipertensão, diabetes e outros males.

DIETA LOW CARB AJUDA A DIMINUIR O AÇÚCAR

“A dieta Low Carb pode ser uma alternativa para as pessoas que desejam controlar o consumo de carboidratos”, ressalta a Dra. Bruna Marisa, que é praticante deste estilo de vida e indica para todos seus pacientes, conseguindo uma taxa de 100% de sucesso entre eles.

Para quem não abre mão do doce, uma opção para diminuir o consumo de açúcar são os chamados “doces funcionais“, que não têm açúcar branco e nem farinha refinada em sua composição.

ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL TAMBÉM

Seja qual for a dieta alimentar, seja no caso da manutenção hormonal ou não, é necessário deixar de lado os maus hábitos e adotar hábitos saudáveis, realizando exercícios físicos com regularidade, dormir bem e consumir muita água. E claro, ter sempre o acompanhamento profissional multidisciplinar; nutrólogos, nutricionistas, endocrinologistas e educadores físicos.

“A dieta alimentar ajuda, seja na saúde da mulher ou do homem, mas não podemos nos esquecer de que para termos uma vida saudável ao longo dos anos, se faz necessário uma mudança de hábitos integrais. Ainda que isso venha exigir disciplina e esforço pessoal, os resultados são incríveis”, completa a Dra. Bruna Marisa.

Imagem de capa: Icons8 Team/Unsplash.

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Quer mais histórias como essa? Inscreva-se no boletim informativo semanal SempreBem!

Compartilhe com as amigas!

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!