Atualizado em: 19 de junho de 2020

É possível retardar a flacidez e perda do volume no rosto se os cuidados começarem ainda na juventude. Mas, nunca é tarde. Hoje, a dermatologia tem vários recursos para manter a pele firme.

Manter a pele firme e radiante é um dos desejos de beleza das mulheres na maturidade. A dermatologia tem soluções para a flacidez e a perda de volume do rosto. Quer saber quais são?

Conversamos com a dermatologista Dra. Silvia Karina Kaminsky Jedwab, da Clínica SkinLaser, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Sociedade Brasileira de Laser e autora do livro “Laser e outras tecnologias na dermatologia”.

Dermatologista Silvia Kaminsky: manter a pele firme exige cuidados.

Nessa entrevista, a Dra. Silvia compartilha dicas para prevenir e tratar a flacidez no rosto. Ela também conta seus segredos para manter a pele firme na maturidade.  

O que causa a flacidez no rosto na maturidade?

A flacidez ocorre pela perda de colágeno e elastina na pele.

O colágeno e elastina são proteínas fundamentais à saúde e beleza da pele. De acordo com a SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), a partir dos 25 anos, o corpo diminui sua produção, o que contribui para o aparecimento da flacidez, das rugas e linhas finas. No entanto, você pode evitar certos hábitos que aceleram a perda de colágeno e ainda adquirir outros para repor a substância. 

O cigarro e as bebidas alcoólicas também são responsáveis pela perda da elasticidade da pele.

Quais os problemas resultantes da perda de colágeno e elastina?

Com o passar do tempo, começamos a produzir menos colágeno, elastina e ácido hialurônico, proteínas que dão vigor e rigidez ao tecido cutâneo. O que resulta em tecido mais frouxo e consequente flacidez.

Mais do que ser responsável por manter a pele firme, estas substâncias também são muito importantes para os cabelos, unhas, músculos, ligamentos, tendões e articulações.

Aos 50 anos, a taxa de colágeno no corpo já é muito baixa e, então, o aumento de rugas, sulcos, flacidez e a alteração da textura da pele tornam-se comuns e mais visíveis.

Nesse processo de envelhecimento natural, o rosto acaba perdendo o seu contorno, volume e formatos naturais. Com a perda da sustentação da pele pela diminuição do colágeno e ácido hialurônico, ocorre a inversão do chamado triângulo da juventude. A face saudável, sem flacidez, com aparência jovem tem o formato de um triângulo invertido, com base mais fina, queixo e mandíbulas bem definidas. Com a flacidez e o envelhecimento, ele passa a ter seu ápice voltado para baixo, com perda da definição nas mandíbulas e redução significativa de volume no queixo e bochechas, dando uma aparência cansada à pessoa.

Tratamentos dermatológicos podem ajudar a manter a pele firme. Foto: José Martinez/Unsplash.

Quais os melhores tratamentos para manter a pele firme?

Existem várias opções de tratamento para tentar restaurar e               aumentar o colágeno dérmico.

Em casa você pode:

  1. Ingerir alimentos que aumentam a produção de colágeno, como carnes e gelatina.
  2. Usar dermocosméticos.
  3. Tomar suplementos alimentares.

No dermatologista, você pode estimular sua produção através dos:

  1. Bioestimuladores.
  2. Lasers.
  3. Ultrassom microfocado.

Ou mesmo fazer tratamentos para melhorar a flacidez, como:

  1. Preenchimentos.
  2. Toxina botulínica.
  3. Lasers.

Independente da idade do indivíduo, podemos estimular o colágeno e melhorar a qualidade da pele.

Porém, a espessura total da pele varia conforme a região do corpo. No pescoço, a pele é mais fina que no rosto, resultando em maior flacidez e estimulo de colágeno mais difícil.

Por isso, ao tratar flacidez de pescoço e rosto, sempre fazemos tratamentos combinados para melhores resultados.

A escolha do tratamento ideal é sempre personalizado, de acordo com a qualidade da pele e do estilo de vida de cada pessoa.

Como prevenir a perda de colágeno e elastina?

Para prevenir, precisamos retardar o envelhecimento natural das células e produzir mais colágeno. Como fazer isso?

  • Alimentação: rica em proteínas para produzir seu colágeno e antioxidantes para diminuição dos radicais livres das células que causam o envelhecimento celular. Evitar dietas radicais.
  •  Fotoprotetor: diariamente pela manhã, mesmo em dias nublados. Iniciar o uso na adolescência.
  • Dermocosméticos: cremes à base de antioxidantes, como vitamina C, ácido ferúlico, ácido hialurônico, retinol, ácido glicólico. Enfim, várias substâncias usadas de acordo com o tipo de pele da pessoa.

É possível repor o colágeno e elastina com alimentos e suplementos?

Pode repor, mas o colágeno que você toma não será revertido necessariamente para colágeno da sua pele. E, sim, é matéria prima para produção de várias coisas que o organismo precisa. Por isso, na minha pratica diária, eu recomendo o uso de colágeno e derivados somente quando estamos fazendo tratamento de estímulo de colágeno com tecnologias ou injetáveis.

E os cremes, eles repõem o colágeno na pele?

O uso de dermocosméticos anti-idade com tecnologias especiais são bem interessantes, melhorando a textura e coloração da pele. Algumas substâncias, como ácido retinoico e ácido glicólico, estimulam a produção de colágeno na pele.

Você é mulher e dermatologista. Conta para nós alguns dos seus segredos de beleza. 

Tenho 54 anos e cuido da minha pele desde adolescente quando tive muita acne e cheguei até a tomar antibióticos e Roacutan .

Sou uma pessoa que gosta muito do estilo de vida ar livre, fazendo caminhadas e jogando tênis   .

Ou seja, muita exposição ao sol, mas sempre com protetor solar tanto no rosto como no pescoço, colo, braços, mãos e pernas. Cuidados prá sair de casa e curtir a vida ao ar livre, que trazem muita felicidade e também ajudam a ter a pele bonita.

E, os cuidados que faço de sincare são: protetor dia junto com Vitamina C e ácido hialurônico. À noite, uso também sérum de antioxidantes. Limpo meu rosto com água micelar, nunca com sabonete, pois resseca muito a pele.

Faço os tratamentos dermatológicos: preenchimento de sustentação, uma vez ao ano, junto com bioestimuladores; botox, duas vezes ao ano; laser, para rosácea, três vezes no ano e ultrassom microfocado para flacidez, uma vez ao ano.

Isso me mantém com a pele boa e aspecto natural além de controlar a rosácea.

O que você pode dizer para as mulheres que querem melhorar o aspecto do rosto?

Nunca é tarde para iniciar seu tratamento.

E há sempre um tipo de procedimento que cabe no bolso de cada um.

O importante é começar!

Começar! Talvez esse seja o maior desafio, não é? O que acha de conversar com a dermatologista e seguir à risca as orientações? Assim, você cria o hábito de cuidar da pele.

Foto de capa: Freepik.

Quer mais histórias como essa?
Alimentação e beleza: o que a nutrição pode fazer pelo seu corpo
Dieta anti-rugas: alimentos antioxidantes contra os radicais livres

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Você gostou dessa matéria? Compartilhe e assine a nossa newsletter para receber dicas sobre bem estar e estilo de vida.

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!