Atualizado em: 1 de outubro de 2018

É cada vez mais popular conquistar condicionamento físico com Pilates. Estúdios e academias oferecem essa prática, que é indicada para todas as idades.

Entre os grandes benefícios do Pilates estão alongar e fortalecer os músculos mas, também, melhorar a postura evitando problemas de saúde.

A fisioterapeuta Gabriela Fayão Magalhães de Oliveira, que criou o Asanas Studio Pilates com a fisioterapeuta Liana Faraco Alonso & Alonso, há oito anos, explica como essa técnica pode melhorar o condicionamento físico.

Como o Pilates melhora o condicionamento físico?

Gabriela Oliveira: Condicionamento físico é a capacidade do corpo de resistir a desafios cotidianos, ocasionais e inesperados, dependendo de fatores como performance física, tais como resistência aeróbica, anaeróbica, força, velocidade e flexibilidade.

Por meio de seus princípios, o método Pilates trabalha o condicionamento físico na medida que integra e aperfeiçoa os movimentos, trabalhando o corpo como um todo, corrigindo posturas, equilibrando musculaturas, reduzindo assim compensações nos movimentos da vida diária.

O método proporciona um aumento na circulação e oxigenação celular o que promove um condicionamento físico geral, não havendo contra- indicações, nem restrição de idade, e consegue gerar uma harmonia muscular, melhorando o desempenho físico de quem o pratica.

Quais os benefícios do condicionamento físico com Pilates?

Gabriela: Com o condicionamento físico ocorre redução da pressão arterial; melhora na circulação sanguínea; redução de triglicérides e gordura; melhora na eficiência cardíaca; aumento das mitocôndrias, organelas responsáveis em transformar o oxigênio em energia.

O condicionamento físico com Pilates é o mesmo que se consegue nas academias de ginástica?

Gabriela: Depende do tipo de treino e objetivo de cada “aluno”. No Pilates podemos fazer um treino de ganho de força e tônus muscular por meio do uso de molas e da aplicação conjunta dos princípios do método, como fluidez, precisão e controle, porém, na academia através de um treino bem montado é possível atingir e manter a zona alvo de treinamento cardiorrespiratório.

Como uma pessoa percebe que precisa de condicionamento físico?

Gabriela: Ao apresentar limitações e dificuldades para realizar suas atividades do cotidiano.

Saiba como surgiu o método Pilates

Joseph Pilates, o criador do método.

O método Pilates foi criado pelo alemão Joseph Hubertus Pilates (1880-1967), nascido em Monchengladbach. Joseph possuía uma saúde frágil quando criança, sofrendo de asma, raquitismo e febre reumática, o que o motivou à busca da prática de esportes, como yoga, luta greco-romana, ginástica e boxe, como forma de garantir uma melhor qualidade de vida.

Em 1912, Pilates morava na Inglaterra e com o início da Primeira Guerra Mundial foi exilado para Ilha de Man, onde trabalhou como voluntário de guerra. Foi nesse momento que começou a praticar sua técnica, afim de ajudar nas condições físicas dos feridos, utilizando molas presas nas camas, o que permitia o fortalecimento de vários grupos musculares. O que chamou atenção para o método foi que esses “alunos” sobreviveram ao surto de Influenza que dizimou várias pessoas na Europa.

Nos Estados Unidos, bailarinos famosos treinavam Pilates e o método se popularizou

Joseph, em 1923, foi para Nova York e se instalou em um prédio com uma das maiores escolas de Ballet da época, fazendo com que, em 1960, muitos bailarinos famosos treinassem com Pilates e o método tomasse grandes proporções. Em 1970 muitos artistas de Hollywood descobriram o método e os meios de comunicação difundiram o conceito pelo mundo.

Inicialmente o nome do método era Contrologia que seria uma “completa coordenação entre mente, corpo e o espírito”. A técnica segue princípios para que se alcance um equilíbrio muscular, associado a uma respiração correta, trabalhando o corpo como um todo, sendo esses: centralização (powerhouse), fluidez, respiração, precisão, concentração e controle.

Gabriela Fayão Magalhães de Oliveira é graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Barão de Mauá (CREFITO 11295-F). Possui vários cursos, entre eles Curso Avançado de Pilates no Tratamento das Patologias da Coluna Vertebral, pela Metacorpus, em SP;  Curso de Reabilitação nas Patologias Discais, pelo Ipescerme e Curso Prático de Cefaléia e Disfunções cervicais, pela Valéria Figueiredo. Sócia do  Ásanas Studio Pilates, em Ribeirão Preto.

Gostou da matéria? Assine a nossa Newsletter e receba gratuitamente dicas para curtir a nova vida!